0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Flares ×

Há 40 anos, mais precisamente no dia 31 de outubro de 1975, milhares de brasileiros ocupavam a Praça de Sé, em São Paulo, em uma manifestação silenciosa contra o assassinato do jornalista Vladimir Herzog, morto em uma prisão do regime militar, disfarçada de suicídio, e que marcou o primeiro ato contra a ditadura após 1968 e a decretação do AI-5. O impacto causado pelo assassinato do à época diretor de jornalismo da TV Cultura SP transformou-se num marco decisivo na luta pela redemocratização do Brasil.

SP 31/10/1975 Missa de sétimo dia pela morte do jornalista Vladimir Herzog. Igreja da Sé em São Paulo Foto Antonio Carlos Piccino / Agência O Globo. Neg: 148228

SP 31/10/1975 Missa de sétimo dia pela morte do jornalista Vladimir Herzog. Igreja da Sé em São Paulo Foto Antonio Carlos Piccino / Agência O Globo. Neg: 148228

Pela primeira vez, a sociedade civil brasileira se dava conta do que ocorria nos “porões da ditadura”, implantada em 31 de março de 1964, e que usava a tortura como método de combate aos chamados “grupos subversivos” que lutavam contra o regime. De fato, as dependências do Centro de Operações de Defesa Interna (CODI), em São Paulo, havia se transformado em um dos maiores centros de tortura do país e foi ali, em 25 de outubro de 1975, que aconteceu o assassinato de Vladimir Herzog.

A morte de Herzog refletiu o total descontrole do aparelho repressivo do regime e o erro despertou milhares de pessoas, que nos dias posteriores se reuniram na Praça de Sé para expressar sua indignação pela morte injustificada do jornalista, que se transformou em símbolo da luta pela liberdade.

Com a reorganização da sociedade civil, a luta contra ditadura militar ganhou nova dimensão na segunda metade da década de 1970. O renascer do movimento estudantil, o Movimento Contra a Carestia, as greves operárias no ABC, a campanha pela Anistia, o fim do AI-5 e as Diretas-Já, entre outros movimentos, marcaram a decadência do regime militar, que chegou ao fim em 1985 com a instalação da Nova República (1985 – ?).

Aqui fica uma dica: durante os meses de outubro e novembro, o Instituto Vladimir Herzog (http://vladimirherzog.org) e diversas outras entidades parceiras irão realizar uma série de atividades para relembrar essa data tão importante na História do país.

Deixe seu comentário! :)

Comentários

Compartilhe Conhecimento:

Sobre o Autor

Professor Marcelo Cintra

Formado em história na USP. Foi professor de grandes colégios de SP por 20 anos. 20 anos de experiência em aulas particulares. Tem como principais características seu grande conhecimento e experiência na disciplina. Domina todos os níveis de ensino, do fundamental ao pré-vestibular. Se dedica em preparar cada aula com máximo empenho, demonstrando compromisso e envolvimento com cada aluno.

mautic is open source marketing automation
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Email -- 0 Flares ×
%d blogueiros gostam disto: